Babetes que nascem como um fado

É assim que começa a desenhar-se na minha cabeça uma peça. Destas três tiras nascerão três babetes, com os respectivos tecidos coordenados. É como ir ao roupeiro e escolher o que fica bem com o quê, sendo, que, no caso do meu trabalho, e para mim, tudo tem potencialidades de ficar excelente, assim puxem as cores, umas pelas outras, como um fado à desgarrada.


1 comentário:

Joana Carmo disse...

Gosto tanto dos tecidos da Pega Rabuda!!! :)
e as peças, sempre originais e fantásticas :)